Dupla execução em Governador Nunes Freire: Dois jovens são assassinados

Polícia
      Mais um crime com requinte de execução foi registrado no Município de Governador Nunes Freire onde dois jovens foram assassinados e as caracteristicas é de execução, haja visto que os dois foram executados no mesmo local e supõe-se que no mesmo horário.

Ainda não se tem até o momento, uma afirmação concreta de como, ou porque do crime. As poucas informações que foram prestadas a nossa redação, dão conta que os dois jovens saiam de uma festa durante a madrugada da última sexta-feira (17), quando foram surpreendidos por um homem que aproximando-se em uma motocicleta, disparou vários tiros na direção de ambos que, acabaram não resistindo e vindo a óbito no local.

A execução dos dois jovens não deixou pistas de quem tenha sido, e nem mesmo o porque, pois as informações ainda não são suficientes para apontar quem tenha sido, ou qual tenha sido a razão de tamanha barbaridade.

Com Informações do blog A cidade de verdade

Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo

Eleições 2018: Ministério público Eleitoral-MA pede impugnação da candidatura de Maria Deusdete (Detinha)

Política
      Após o confuso registro de candidatura da candidata Maria Deusdete, (Detinha Cunha PR), que responde condenação em primeira e segunda instância por dispensa de licitação, quando prefeita do município de Centro do Guilherme, que transitou em julgado, o Ministério publico Eleitoral  do Maranhão através do procurador geral eleitoral signatário, com fundamento no artigo 127 da constituição federal pede impugnação de sua candidatura, por compreender a sua inelegibilidade.

Segundo compreensão do procurador do ministério público, consta que a requerida Maria Deusdete Lima Cunha Rodrigues pleiteou perante ao Egrégio do Tribunal Regional Eleitoral registro de candidatura ao cargo de Deputado Estadual pelo Partido da República (PR) após regular escolha em convenção partidária, conforme edital publicado pela Justiça Eleitoral. 

Mais que segundo o que esta relatado no parecer do Ministério Público Eleitoral, entende que: No entanto, a Requerida está inelegível, nos termos do art. 14, § 9º da Constituição Federal c/c art. 1º, I, “e” da Lei Complementar nº 64/901, porque foi condenada, nos últimos oito anos, por decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão pela prática de crime de dispensa indevida de licitação em continuidade delitiva, descrito no art. 89 da Lei nº 8.666/93 c/c art. 71 do Código Penal.

Portanto diante das irregularidades cometidas durante sua gestão como prefeita de Centro do Guilherme, a candidatura equivocada da candidata em questão, Maria Deusdete Cunha Rodrigues, A Detinha, que pretendia concorrer ao cargo como Deputado Estadual em forma de dobradinha, tem o pedido de impugnação junto ao TRE, o que a deixará fora da disputa para as eleições de 2018.

Veja decisão na Integra

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA REGIONAL ELEITORAL NO MARANHÃO
EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO ESTADO DO MARANHÃO.
Ref.: RRC nº 0600251-54.2018.6.10.0000

O MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL, pelo Procurador Regional Eleitoral signatário, com fundamento no art. 127 da Constituição Federal e no art. 3º da LC nº 64/90 c/c art. 77 da LC nº 75/93, em perante este egrégio Tribunal propor AÇÃO DE IMPUGNAÇÃO DE REGISTRO DE CANDIDATURA em face de MARIA DEUSDETE LIMA CUNHA RODRIGUES, já devidamente qualificada nos autos do processo em epígrafe (RRC), candidata ao cargo de Deputado Estadual, pelo Partido da República (PR), com o nº 22000, ante as razões de fato e de direito a seguir articuladas.
I – DA INELEGIBILIDADE A requerida Maria Deusdete Lima Cunha Rodrigues pleiteou perante este Egrégio Tribunal Regional Eleitoral registro de candidatura ao cargo de Deputado Estadual pelo Partido da República (PR) após regular escolha em convenção partidária, conforme edital publicado pela Justiça Eleitoral. No entanto, a Requerida está inelegível, nos termos do art. 14, § 9º da Constituição Federal c/c art. 1º, I, “e” da Lei Complementar nº 64/901, porque condenada, nos últimos oito anos, por decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão pela prática de crime de dispensa indevida de licitação em continuidade delitiva, descrito no art. 89 da Lei nº 8.666/93 c/c art. 71 do Código Penal.
1 Art. 1º São inelegíveis: I - para qualquer cargo: e) os que forem condenados, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado, desde a condenação até o transcurso do prazo de 8 (oito) anos após o cumprimento da pena, pelos crimes: 1. contra a economia popular, a fé pública, a administração pública e o patrimônio público;
Avenida Vitorino Freire, s/n, Areinha, São Luís/MA  - CEP 65010-917 – Fone: (98) 2107 8764                    PB
                  MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL                                                                                                  2                 Procuradoria Regional Eleitoral no Maranhão
Ao julgar procedente a Ação Penal Originária nº 035173/2014, ajuizada pelo Ministério Público Estadual em desfavor da Requerida, o TJ/MA a condenou à pena de 04 (quatro) anos de reclusão, convertida em restritiva de direitos, em decisão assim ementada (Acórdão nº 1828682016): AÇÃO PENAL. PREFEITO MUNICIPAL. ART. 89 DA LEI DE LICITAÇÃO C/C ART. 71 DO CPB. AUTORIA E MATERIALIDADE DELITIVA COMPROVADAS. CONDENAÇÃO. ART. 1º, V, DO DECRETO-LEI N.º 201/67. VALIDAÇÃO DE DANFOP. ETAPA DO CORRETO DISPÊNDIO. CONDUTA ENGLOBADA PELO TIPO PREVISTO NO ART. 89 DA LEI DE LICITAÇÃO. PRINCÍPIO DA CONSUNÇÃO. PARCIAL PROCEDÊNCIA. 1. Autoria e materialidade delitivas comprovadas, imperiosa a condenação pela prática do delito previsto no art. 89 da Lei de Licitação. 2. Aplica-se a lei de licitação em detrimento do Decreto-lei n.º 201/67, quando o gestor público realiza a despesa em afronta aos procedimentos licitatórios, sendo a validação do DANFOP apenas mais uma etapa para o correto dispêndio. Princípio da consunção. 3. Ação penal parcialmente procedente. (AÇÃO PENAL nº. 035173-2014 - GOVERNADOR NUNES FREIRE, Número Único: 0001503-18.2014.8.10.0000, 2ª Câmara Criminal, Rel. Des. JOSÉ BERNARDO SILVA RODRIGUES, j. 02/6/2016, DJe de 06/06/2016)
Interpostos recursos especial e extraordinário, foram ambos inadmitidos, ao que manejado agravo ao STF, tendo a Suprema Corte mantido a decisão do TJ/MA que negou seguimento ao recurso extraordinário. Em Revisão Criminal (Proc. Pje nº 0803678-10.2018.8.10.0000) ajuizada perante o TJ/MA, a Requerida obteve provimento liminar para “determinar a suspensão da execução da pena que lhe foi imposta pela prática do crime previsto no artigo 89 da Lei nº 8.666/93213, nos autos da Ação Penal Originária nº 035173/2014, até o julgamento do mérito da presente revisão criminal, inclusive preservando seus direitos políticos”, decisão que, contudo, não produz efeitos na Justiça Eleitoral para o fim de garantir à Requerida o registro de sua candidatura. De fato, a preservação dos direitos políticos a que se reporta a decisão liminar proferida na mencionada revisão criminal (cujo mérito ainda não foi julgado pelo TJ/MA) é condição de elegibilidade contida no art. 14, § 3º, II da Constituição Federal2, enquanto a situação jurídica ora discutida configura hipótese de inelegibilidade, não sendo admissível confusão entre os conceitos desses institutos e tampouco com os efeitos da afetação de um e de outro, segundo entendimento do próprio TSE: 1. […]. 4. Com efeito, nos termos da Súmula-TSE nº 9, independentemente do efetivo registro no sistema da Justiça Eleitoral, a suspensão dos direitos políticos, causa de ausência de condição de elegibilidade e, portanto, hipótese diversa da
2 Art. 14. § 3º São condições de elegibilidade, na forma da lei: II - o pleno exercício dos direitos políticos; 
Avenida Vitorino Freire, nº 52, Areinha, São Luís/MA – CEP 65030-015 – Fone: 98 3213 7100                       PB
                  MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL                                                                                                  3                 Procuradoria Regional Eleitoral no Maranhão
inelegibilidade prevista no art. 1°, I, e, da LC n° 64/90, é consequência automática da condenação criminal transitada em julgado, ainda que a pena privativa de liberdade tenha sido substituída por restritiva de direitos. (Recurso Especial Eleitoral nº 9181, Acórdão, Rel. Min. Luciana Christina Guimarães Lóssio, Publicação: PSESS - Publicado em Sessão, Data 03/11/2016)
A suspensão dos direitos políticos gera o impedimento ao exercício dos direitos de votar e ser votado, afetando a elegibilidade, enquanto a inelegibilidade afeta apenas sua capacidade passiva; isto é, pode-se ainda votar, mas não pode ser votado: sendo este precisamente o caso dos autos, em que o TJ/MA, mediante a referida decisão liminar, garantiu à Requerida o direito ao voto por lhe preservar os direitos políticos, mas não impediu que fosse reconhecida sua condição de inelegível. De fato, por ainda preservar a plenitude de seus direitos políticos em decorrência da decisão liminar nos autos da revisão criminal, a Requerida poderá praticar todos os atos inerentes a sua condição de cidadã, à exceção, por evidente, de ser votada, exatamente por estar inelegível. Assemelha-se, portanto, à situação do gestor inelegível porque suas contas foram rejeitadas pelo Tribunal de Contas. Exatamente por isso, a vertente impugnação tem por causa de pedir não a ausência de condição de elegibilidade em decorrência de condenação criminal. Pauta-se a pretensão do Ministério Público Eleitoral na configuração da inelegibilidade derivada da condenação criminal por órgão colegiado e que, inclusive, transitou em julgado. Não se cogita sequer, em tese, da hipótese de incidência do art. 26-C da LC nº 64/903, isso porque a possibilidade de suspensão da inelegibilidade prevista nesse dispositivo se destina a situações em que ainda não houve o trânsito em julgado da decisão, não sendo esse o caso dos autos, não se revestindo, a revisão criminal, da natureza jurídica de recurso, porquanto visa a desconstituir uma decisão judicial já definitivamente estabilizada. De qualquer maneira, a medida liminar não teria sequer observado a exigência do art. 26-C, que pressupõe decisão proferida por órgão colegiado. Por fim, a decisão proferida liminarmente na revisão criminal claramente se limitou a preservar os direitos políticos da Requerida, em nada se reportando a situação de inelegibilidade que a afeta, pelo que não poderia este Regional estender os limites do provimento liminar para  produção de tal efeito.
3 Art. 26-C. O órgão colegiado do tribunal ao qual couber a apreciação do recurso contra as decisões colegiadas a que se referem as alíneas d, e, h, j, l e n do inciso I do art. 1o poderá, em caráter cautelar, suspender a inelegibilidade sempre que existir plausibilidade da pretensão recursal e desde que a providência tenha sido expressamente requerida, sob pena de preclusão, por ocasião da interposição do recurso.
Avenida Vitorino Freire, nº 52, Areinha, São Luís/MA – CEP 65030-015 – Fone: 98 3213 7100                       PB
                  MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL                                                                                                  4                 Procuradoria Regional Eleitoral no Maranhão
No caso, a Requerida foi condenada pelo Tribunal de Justiça do Maranhão (órgão colegiado, portanto) pelo cometimento do crime definindo no art. 89 da lei nº 8.666/93 c/c art. 71 do Código Penal, decisão essa transitada em julgado, tanto que atacada por revisão criminal ajuizada pela Requerida. O ilícito por ela perpetrado se insere no rol dos crimes contra a Administração Pública, conforme já decidido pelo TSE: RECURSO ESPECIAL ELEITORAL. AÇÃO DE IMPUGNAÇÃO DE REGISTRO DE CANDIDATURA. ELEIÇÕES 2012. PREFEITO. CONDENAÇÃO. CRIME. LEI DE LICITAÇÕES. INELEGIBILIDADE. ART. 1º, I, e, 1, DA LC 64/90. 1. Os crimes previstos na Lei de Licitações estão abrangidos nos crimes contra a administração e o patrimônio públicos referidos no art. 1º, I, e, 1, da LC 64/90. 2. Não se cuida de conferir interpretação extensiva ao dispositivo, mas de realizar uma interpretação sistemática e teleológica, tendo em vista o fato de que a LC 64/90 destina-se a restringir a capacidade eleitoral passiva daqueles que não tenham demonstrado idoneidade moral para o exercício de mandato eletivo, tais como os gestores públicos que tenham cometido crimes previstos na Lei de Licitações. 3. Recurso especial não provido. (Recurso Especial Eleitoral nº 12922, Acórdão, Rel. Min. Fátima Nancy Andrighi, Publicação: PSESS - Publicado em Sessão, Data 04/10/2012)
De nenhuma relevância para a configuração da inelegibilidade o TJ/MA haver convertido a pena privativa de liberdade da Requerida em restritiva de direitos, visto que o prazo de inelegibilidade previsto na alínea “e” do inciso I do art. 1º da LC nº 64/90, decorrente de condenação criminal por órgão colegiado ou transitada em julgado, nos crimes nela especificados, projeta-se por oito anos após o cumprimento da pena, seja ela privativa de liberdade, restritiva de direito ou multa, como dispõe a Súmula nº 61 do TSE: O prazo concernente à hipótese de inelegibilidade prevista no art. 1º, I, e, da LC nº 64/90 projeta-se por oito anos após o cumprimento da pena, seja ela privativa de liberdade, restritiva de direito ou multa.
Portanto, no presente caso, patente a configuração da causa de inelegibilidade descrita no art. 1º, I, “e” da Lei Complementar nº 64/90, razão pela qual, estando a Requerida inelegível, impõe-se o indeferimento do seu pedido de registro de candidatura.
III – DOS PEDIDOS Ante o exposto, o Ministério Público Eleitoral requer: a) seja a Requerida notificada no endereço constante do seu RRC para apresentar defesa, se assim desejar, no prazo legal, nos termos do art. 4º da LC nº 64/90;
Avenida Vitorino Freire, nº 52, Areinha, São Luís/MA – CEP 65030-015 – Fone: 98 3213 7100                       PB
                  MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL                                                                                                  5                 Procuradoria Regional Eleitoral no Maranhão
b) a produção de todos os meios de provas admitidas em direito, especialmente a juntada da prova documental em anexo; c) após o regular trâmite processual, seja indeferido em caráter definitivo o pedido de registro de candidatura da Requerida. São Luís/MA,  17  de agosto de 2018.
PEDRO HENRIQUE OLIVEIRA CASTELO BRANCO Procurador Regional Eleitoral

Avenida Vitorino Freire, nº 52, Areinha, São Luís/MA – CEP 65030-015 – Fone: 98 3213 7100                       PB

Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo

Veja: Acordo assinado por Sarney garantiu decisão da ONU em favor de Lula

Política
Por Marco Aurélio D'Eça
      Uma mostra de conhecimento faz o Ex-presidente da República José Sarney assinar o Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos, que serviu de base para a Liminar em favor do petista, que, segundo representante das Nações Unidas, tem validade e é obrigatória.

O ex-presidente José Sarney teve papel fundamental na Liminar da Organização das Nações Unidas (ONU) em favor do ex-presidente Lula.
É de Sarney a assinatura no Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos, que serviu de base para o documento da ONU.
A liminar das Nações Unidas, emitida nesta sexta-feira, 17, gerou forte repercussão no Brasil, diante da dúvida das autoridades sobre sua validade plena.
Para o dirigente da ONU Paulo Sérgio Pinheiro o documento tem validade e é obrigatório.
O Pacto dos Direitos Civis e Políticos foi submetido ao Congresso Nacional pelo então presidente da República, José Sarney, em 1985. A carta de adesão entrou em validade cinco anos depois.
O documento da ONU encaminhado ao governo brasileiro nesta sexta exige todas as providências do Estado para garantir que Lula exerça seus plenos direitos políticos enquanto na prisão.
– Incluindo acesso apropriado à mídia e a integrantes de seu partido político, até que todos os recursos para rever sua condenação sejam apreciados. Trata-se, portanto, de “decisão obrigatória e de efeito imediato” – afirmou Pinheiro.
O assunto ganhou as paginas de todos os jornais do Brasil nesta sexta-feira
Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo

Eleições 2018: No pontapé inicial, Roseana realiza grande ato no primeiro dia de campanha, em Timon

Política
Por G. Lêda
      Com o início oficial da campanha rumo ao palácio dos leões, Roseana começa sua caminha com muito otimismo. E nesta caminhada inicial, uma multidão deu uma calorosa recepção à candidata a governadora Roseana (MDB) e sua comitiva em Timon, encerrando o primeiro dia de campanha que incluiu também visitas aos municípios de Parnarama e Matões, onde atraiu centenas de moradores ao lado de seu vice Ribinha Cunha. Sob aplausos, Roseana destacou que, se eleita, vai retomar o desenvolvimento econômica e social do Maranhão.

Em discursos calorosos, ela enfatizou “Escolhi começar nossa campanha pela Região dos Cocais. Há tempos, onde tenho andado, percebo o povo triste. Por isso gostaria de governar mais uma vez este estado que amo, e venho pedir seu voto. Temos uma chapa experiente, que já fez pelos maranhenses e podemos fazer mais”, disse Roseana.

Em Parnarama, com os candidatos ao Senado, Sarney Filho e Edison Lobão, e os candidatos a deputados Adriano Sarney, César Pires, Carlos Filho e Edilázio Júnior, Roseana foi recepcionada pelo ex-deputado JJ Pereira, 44 anos de vida pública e liderança da Região dos Cocais. “Vou votar em Roseana, porque ela respeita a classe empresarial, não cria impostos, não persegue. Roseana é humana, sensível às causas dos mais necessitados, tem obras em todo o estado do Maranhão”, enfatizou JJ Pereira.

      Dentre as principais ações realizadas pelo governo Roseana em Parnarama, citadas pelas lideranças Valdemar Júnior e José Henrique, estão a pavimentação de 4 km de vias urbanas, melhoramento de estradas vicinais, pagamento de 10.230 contas de luz pelo Governo do Estado e assistência técnica e extensão rural gratuita, beneficiando 2.414 agricultores familiares, pescadores artesanais e aquicultores.

“Estamos com ela pelo trabalho que Roseana fez aqui na região, e também basta olharmos as diversas obras em todas as áreas feitas pela ex-governadora em todos os municípios”, justificou Gabriel Tenório. “Estamos ligados ao Sul graças a Roseana”, completou José Henrique.
Todas as lideranças que falaram, em um palanque improvisado devido a quantidade de correligionários que foram ao local, ressaltaram a importância das obras e planejamento feito por Roseana na Região dos Cocais. Algumas citadas foram a transferência de mais de R$ 390 mil para fundo de saúde do município; recuperação da MA-026, no trecho Matões/Parnarama; serviços de melhoramento e pavimentação das rodovias MA-262/MA-034, trecho Matões/entroncamento; MA-034/entroncamento da BR-226 (Baú) – extensão de 71,50 km e serviços de pavimentação de vias urbanas na sede. Além de 17.430 contas de luz pagas pelo Governo do Estado.
Em Timon, a ex-prefeita Socorro Waquim, candidata à deputada estadual pelo MDB, enfatizou o “verdadeiro descaso do atual governo com o Polo Industrial, ferramenta que poderia estar gerando emprego e renda para pessoas de todas as faixas etárias, inclusive os jovens”. Ela lembrou das 7.000 casas que entregou no município durante sua gestão com o apoio do Governo Roseana, o que, segundo ela, beneficiou mais de 30 mil cidadãos timonenses.
Ainda em Timon, na reunião organizada pela vereadora Professora Cláudia, Roseana foi recebida por agentes de saúde do município, membros de 22 grupos culturais, pastores de igrejas evangélicas, professores e grupos de estudantes.
Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo

Agora é pra valer: Neto Hadad registra candidatura e começa sua campanha vitoriosa rumo a assembleia legislativa

Eleições 2018
      Depois de oficialmente registrar sua candidatura, o jornalista e agora candidato a Deputado Estadual Neto Hadad, mostra força e começa sua caminhada rumo a Assembleia Legislativa do Maranhão, Neto Hadad tem uma história de luta que dispensa quaisquer comentários, um verdadeiro lutador contra as injustiças sociais, e um defensor dos direitos dos consumidores, que estão entre a classe menos favorecida, e com menor poder aquisitivo.

Dando a largada em busca de apoios e parcerias, Neto Hadad tem visitado diversas regiões do Pindaré, Baixo Mearim, entre muitos outros municípios maranhenses, entre eles vários municípios da baixada, região Tocantina, onde tem recebido varias adesões, e recebido apoio de lideranças políticas, que são simpatizantes a sua candidatura.

Recentemente o candidato a Deputado Estadual Neto Hadad, esteve juntos com uma legião de amigos e moradores do Residencial Sol Nascente, onde foi agraciado, e carinhosamente recepcionado por uma grande quantidade de amigos que também estão ombreados para firmarem apoios a estarem juntos nessa caminhada vitoriosa, de Neto Hadad tem conquistado muitas amizades, e  já conta com um irrestrito apoio de uma camada bem expressiva do eleitorado em todas as regiões por onde tem visitado.

Com a confirmação do seu registro de candidatura junto ao TRE, Neto Hadad repassa ao seu eleitorado a imagem de um verdadeiro ficha limpa, e está buscando o apoio de amigos e simpatizantes, para juntos ajudarem na reconstrução de um novo estado, com mais desenvolvimento e oportunidades, e deixa um recado, estarei pronto para abraçar esta causa, e juntos, povo e governo, resgatarem a tomada do crescimento, e o Maranhão voltar a ter paz e confiança. Como os demais candidatos, Neto Hadad começou hoje seu ponta-pé inicial na campanha 2018.
 
Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo

Punição: Após repercussão nacional, empresa afasta enfermeira que atropelou e matou cães em São Luís

Atropelamento/cães
      Após muitas críticas de um vídeo que viralizou na Internet e redes sociais de um atropelamento maldoso de dois cachorros que foram criminosamente batidos pelo carro da condutora que você ver na imagem ao lado, o caso tomou repercussão nacional, e pelo fato muitas manifestações de repúdio. 

A enfermeira Gisele Atan, funcionária da EMSERH, que foi identificada como a autora do ato criminoso, e após ter ganhado fama nacional por ter atropelado intencionalmente dois cães, sendo que um morreu no local e o outro está  em estado grave, ela foi afastada de suas atividades como enfermeira. 

O caso está tomando repercussão nacional, onde a famosa ativista Luísa Mell compartilhou o vídeo da cena do crime em sua conta pessoal no Instagram, a atriz e ativista pede justiça e exige que o governador Flávio Dino tome as providências cabíveis. 

Já o famoso padre Fábio de Melo que também se pronunciou sobre o assunto”  disse: Como é que essa pessoa consegue dormir” depois de causar uma maldade sem precedentes como essa? indagou o religioso.

Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo

Eleições 2018: Agora já é campanha, Todos os candidatos já estão registrados no TRE-MA

Política
Roseana Sarney, Flávio Dino, Maura Jorge e Roberto Rocha      A partir de amanhã (16), começam a campanha de fato, e os ajustes que faltavam já foram dados, e o que era pré-candidato agora são candidatos registrados, até que alguém seja barrado na justiça. 
Os últimos pré-candidatos restantes fizeram hoje o registro de suas chapas ao Governo do Estado. O senador Roberto Rocha (PSDB) e a ex-prefeita Maura Jorge (PSL) optaram pelo registro eletrônico, via Internet, a exemplo do governador Flávio Dino (PCdoB) e da ex-governadora Roseana Sarney (MDB). Odívido Netto, do Psol, por sua vez, foi pessoalmente ao Tribunal Regional Eleitoral, a exemplo do candidato do PSTU, Ramon Zapata.
De acordo com a assessoria de Roberto Rocha, o senador pretende realizar um ato público, hoje, em frente ao TRE. Ele terá como vice a deputada estadual Graça Paz (PSDB).
O plano de governo de Maura Jorge foi anexado juntamente com o pedido de registro da candidatura. No documento, a pré-candidata a Governadora diz que lutará pelo crescimento do Maranhão, preparando o estado para crescer com investimento em infraestrutura, educação, saúde e segurança pública. Maura Jorge diz ainda que vai investir nas potencialidades de cada região do estado.
O senador Roberto Rocha (PSDB) registrou sua candidatura tendo o nome de sua vice-governadora, Graça Paz (PSDB). A coligação de Rocha tem seis partidos: PSDB, PMN, PHS, DC, Rede e Pode.
Além da dupla principal foram confirmados os nomes dos dois senadores da coligação. Alexandre Almeida (PSDB) e Zé Reinaldo Tavares (PSDB) também foram registrados em seu pedido de candidatura.
A coligação “Vamos sem medo de mudar o Maranhão” será composta pelo PSOL e o PCB. Também foram confirmados os nomes do professor Saulo Pinto (PSOL) e do servidor público Lego Bruno (PCB) para as duas vagas no Senado Federal.
Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo
Topo