MPF recomenda indeferimento de candidatura de Magno Bacelar em Chapadinha, e causa grande reviravolta no resultado da eleição

      Após a decisão do Tribunal de Contas da União de incluir o nome de Magno Bacelar (PV) na lista dos inelegíveis por conta de pagamentos irregulares praticados na Prefeitura de Chapadinha entre 2006 e 2007, o Ministério Público Federal recomendou o indeferimento do registro de candidatura do ex-prefeito. De acordo com o relator, Thiago Ferreira de Oliveira, as irregularidades praticadas por Bacelar são graves e insanáveis.
O procurador federal expõe que as práticas cometidas por Magno Bacelar estão enquadradas nas causas de inelegibilidade prevista no art. 1º, I, “g” da LC nº 64/90, o que deve ocasionar o indeferimento do requerimento de registro de candidatura.
Com o parecer do MPF, a situação de Magno Bacelar vai ficando cada vez mais complicada e é muito provável que o ex-prefeito não venha ser diplomado no cargo de chefe do executivo municipal de Chapadinha. Magno Bacelar venceu a eleição com 19.638 votos, o que representa 47% do eleitorado de Chapadinha. No entanto seus votos devem ser anulados, após a comprovação de que ele é político com contas de gestão e de governo reprovadas pelo TCU. Esta ficando impossível passar no crivo do MPF, quando a assunto é ficha suja, tomara mesmo que este país, comece a passar a limpo a sua história, e que a politica seja feita por senhores que possam nos representar sem maculas, confessam eleitorados.

                                      Decisões do (MPF) Ministério Público Federal













Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo