Caso Brutal do assassinato da sobrinha-neta do ex-presidente José Sarney, foi repercutido pelo JN na Rede Globo

Polícia
O caso do  assassinato da sobrinha-neta do ex-presidente José Sarney, neste sábado (13) foi assunto que repercutiu em um dos principais jornais global, O jornal Nacional, trouxe relatos importantes sobre o acontecido em São Luís.


    Conforme relatos feitos pelo jornal Nacional, que é um jornal Global, e de maior audiência no país, fez relatos importantíssimos de que o caso da sobrinha-neta do ex- presidente José Sarney, Mariana Costa Araújo Pinto, teria sido encontrada por uma de suas primas, e que estava completamente despida e com um travesseiro em seu rosto, dando sinais de asfixia. A perícia não descarta a possibilidade de violência sexual.
O laudo do IML já apontava esta hipótese, de que a causa da morte foi por asfixia. O que evidência claramente, que a publicitária Mariana Costa, foi assassinada.
O caso tem como principal suspeito  o seu cunhado Lucas Porto,  o mesmo é casado com, Carolina irmã de Mariana Costa. Até o presente momento o suspeito ainda não confessou ter cometido o crime e teve seu  Habeas corpus indeferido. Sem a confissão, o acusado Lucas porto, seguiu direto para a Penitenciária de Pedrinhas para cumprir o pedido de prisão preventiva.
Caso realmente seja confirmado o assassinato por parte de Lucas Porto, ele responderá por homicídio qualificado, e responderá pelos seus atos.
Até agora não se sabe o motivo do assassinato que chocou todo Brasil. O caso teve repercussão nacional, mais não existe um real motivo para tamanha barbaridade.

Nos acompanhe também, pelo Facebook e WhatsApp.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo