Onda de crimes em Imperatriz tem ligação com brigas de gangues, por controle de drogas

Polícia
Mortes em série, brigas por espaço para comercialização de drogas, tem sido um dos maiores fatores para aumentar as estatísticas, de homicídios em muitas cidades do país, e em Imperatriz os confrontos têm sido em maior proporção.  

Foto Ilustrativa
      Conforme relatos do secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, em depoimento hoje a imprensa, e alguns representantes de Blogs, é de que o confronto de rivais que culminou nas sete mortes causadas por disparos com armas de fogo no último dia 19, sexta-feira em Imperatriz, nada têm haver, com a ligação com o roubo da moto,  e nem com a tentativa de homicídio ao cabo da PM, "Farias", que foi esfaqueado. Alias, ele esteve hospitalizado, e segundo previsões dos médicos, já  deverá estar de alta amanhã.
Para Portela, os indícios das investigações apontam muito claramente, para confrontos e brigas entre gangues por espaço, e controle do narcotráfico, naquela cidade. Ele informou ainda que depois de apurar minunciosamente os casos podem vir mais descobertas pois existem suspeitos que podem ser presos a qualquer momento.
O comércio do narcotráfico, tem se expandido de maneira assustadora, e a concorrência por espaço e controle no comando das vendas das drogas, tem causado confrontos, e o resultado geralmente termina em mortes de membros de gangues.

Acompanhe-nos também, pelo WhatsApp e Facebook

.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo