Assassino do adolescente de 15 anos, é preso com nome falso

Polícia 

Não existe crime perfeito, a justiça um dia chegará e quem cometeu o delito, e certamente quem os fez pagará contas dos seus atos.
      Um Fato pra lá de estranho movimentou os corredores do Socorrão I, e neste Domingo (18) Por volta das 00:30 ocorreu um fato que chamou a atenção dentro do Hospital.
nos registros de atendimento, mostram que, Walter Almeida Júnior, o Waltinho foi atingido com um tiro na cabeça, e deu entrada na unidade do Socorrão I, usando um nome falso, o mesmo se identificou como Diego Felipe Cantanhede.
      A polícia que estava a sua procura, pode localiza-lo, depois de fazer várias buscas dentro do hospital, o assassino estava em uma cadeira, e ao ser interrogado pelo policial, disse que se chamava Diego mas sempre abaixava a cabeça  e desviava o olhar para não ser reconhecido. Diante da situação duvidosa, ele foi algemado e preso pelo delegado Walter Vanderlei.
      Vendo a ficha criminal, pode-se detectar, que o mesmo já reincidente, e que em seu histórico, existe contra Walter, um mandado de prisão expedido pelo juiz Gilberto de Moura Lima da 2a Vara do Tribunal do Juri. para aumentar seu quadro de maldades, o Waltinho, como é conhecido,  matou o menor de 15 anos Thiallisson, o crime foi presenciado pela mãe da vítima, o mesma estava dentro de uma rede, no interior da sua casa.
      Mediante a cena no dia do crime, a mãe do menor assassinado fez diversos apelos, chegando a implorar para que o assassino Waltinho não matasse seu filho. e no desespero gritava com pedido de socorro, e ao mesmo tempo desesperada, “Não mata meu filho, miserável”, retrucou a mãe do menor.
No registro do fato ocorrido, está a data do dia 26 de março de 2016, o assassinato foi por volta das 02:00h, mais precisamente, na Rua João Castelo, número 26, no Anjo da Guarda. O menor foi morto com três tiros à queima roupa, e sem chances de defesa.

Acompanhe-nos também, pelo WhatsApp e Facebook.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo