Manifestantes fazem protestos no país contra a PEC dos gastos

Política
Por G1
    Diversos manifestantes foram às ruas nesta terça-feira (13) para protestar contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que estabelece um limite para os gastos públicos pelos próximos 20 anos no Brasil. Até o momento, sete estados registraram protestos que fecharam algumas ruas de capitais como São Paulo, Cuiabá e Porto Alegre.
O plenário do Senado votará a PEC 55 em segundo turno nesta terça. Os senadores já aprovaram a PEC em primeiro turno, por 61 votos a 14, em 30 de novembro. Por se tratar de uma mudança na Constituição, contudo, a proposta precisa passar por nova votação.
Estudantes, integrantes de movimentos populares, entre outros grupos, participaram de protestos contra a proposta.

Veja a situação em cada estado:
Alagoas
Os movimentos foram liderados pelos movimentos, Sindicais Rurais e estudantis, eles estiveram reunidos na Praça Dom Pedro II, no Centro e saíram em caminhada pelas ruas da região. A Polícia Militar não acompanha a manifestação. De acordo com os organizadores, havia cerca de mil pessoas.
Ceará
os movimento no Ceará foram organizados pelos estudantes da (UFC) uma manifestação contra a votação da PEC 55, que limita os gastos públicos pelos próximos 20 anos. A Avenida da Universidade está bloqueada, próximo a Avenida 13 de Maio, no Bairro Benfica. A manifestação terminou por volta das 8h15.
Em Espirito santo, o movimento teve a participação da Universidade Federal do Espirito Santo (Ufes), Um trecho na Avenida Fernando Correia da Costa em Cuiabá ficou interditada pelos manifestantes.
Em Minas Gerais, cerca de 50 manifestantes, ficharam a BR. 040 em Congonhas, Região central de Minas. 
Em Pernambuco, manifestantes bloquearam os cruzamentos das avenidas norte Cruz Cabugá, no centro de Recife, eles estavam com faixas contra Michel Temer.
Rio Grande do Sul
Em frente à Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Os manifestantes atearam fogo ainda em uma barricada com entulho e pneus. O Batalhão de Choque da Brigada Militar foi acionado e os policiais usaram bombas de efeito moral para afastar os manifestantes. 
Em São Paulo, integrantes do movimento luta popular, fizeram protesto contra a PEC 55, o ato começou por volta das 6h30, na altura da Avenida Dona Belmiro Marin. Às 8h, quatro das cinco faixas da Avenida Senador Teotônio Vilela estavam interditadas no sentido Centro. O protesto terminou por volta das 8h50.
Acompanhe-nos também, pelo WhatsApp e Facebook.  

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo