Prisões e buscas de apreensões a empresa de contabilidade por fraude de 170 milhões foi o resultado de uma operação da policia

Polícia
Os golpes em órgãos públicos, tem sido uma prática contante nos desvios de recursos, são milhares de esquemas fraudulentos, com apoio de escritórios de contabilidades que procuram de maneira sorrateira encontrar meios de tentar burlar as leis, e isto tem causado enormes prejuízos com desvios altíssimos aos cofres públicos. 

    A movimentação começou cedo, e na manhã de hoje em uma operação patrocinada pela Polícia Civil e a Gaeco de busca e apreensão, foram feitas prisões em dois escritórios e residências em São Luís, os mesmos são responsáveis por montagens de licitações fraudulentas, em pelo menos umas dez prefeituras no estado do maranhão, e esta ação criminosa, desviou dos cofres públicos, uma bagatela de R$ 170 milhões.

A operação concentrou como alvo principal, a empresa de contabilidade Copimar e o seu proprietário que já foi recolhido pela polícia, teve também como ponto chave da operação, um edifício na Avenida dos Holandeses e também uma residência localizada no Bequimão. 

Mais informações a qualquer momento.
Fonte: L. Cardoso
Acompanhe-nos também, pelo WhatsApp e Facebook.   

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo