Revoltada, mãe do atacante Ananias diz, que foi irresponsabilidade do piloto

Esporte


O acidente envolvendo a aeronave com o time da chapecoense, ainda deixa muitos questionamentos a serem debatidos, principalmente por mães e parentes das vitimas, que vêem como negligente o caso.

Foto ilustrativa do aeroporto
    Em conversa com a mãe do atacante Ananias, que estava no aeroporto Cunha Machado, minutos antes antes de embarcar para participar do velório e enterro do filho, que foi uma das vítimas do avião que caiu em Medellín, na Colômbia, dona Rosa Lia desabafou: “foi uma irresponsabilidade muito grande desse piloto”.
Angustiada, e com o sofrimento pela perda do seu filho, que também estava naquele voo, dona Rosa se referiu a insistência do piloto tentar um voo sem reabastecer, o que se deu na conclusão da causa da morte de mais de 70 pessoas que estavam na aeronave. As autoridades colombianas apontam a falta de combustível como responsável pela queda. O avião da LaMia estava no limite, com combustível suficiente para fazer o trajeto para o qual foi fretado.
Dona Rosa Lia estava acompanhada do esposo, e estavam indo ao encontro do corpo do filho no velório coletivo em Chapecó, e lamentou o trágico acidente, onde muitas vidas foram interrompidas. 
Ao saber do acidente, dona Rosa, mãe do atacante, foi internada duas vezes em estado de choque, e foi atendidas nos hospital em São Luis.
companhe-nos também, pelo WhatsApp e Facebook  

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo