Por atitude nada elegante, Pastora pede desculpa por ter quebrado imagem de nossa senhora aparecida

Religião
Ninguém está obrigado a nada, cada um tem o direito de seguir o seu caminho, mesmo as diferentes crenças religiosas, tem que ser respeitadas, afinal, só a Deus cabe o julgamento final. 

   Trata-se de um vídeo que espalhou-se na internet, e que por sua atitude nada elegante, acabou repercutindo muito negativamente para a imagem de uma pastora de uma igreja evangélica localizada no interior de São Paulo.

O vídeo foi publicado ontem pelo blog do Luis Cardoso, e no seu conteúdo, mostra a a verdadeira personalidade pastora quebrando uma imagem de Nossa Senhora Aparecida com um martelo, e rapidamente os comentários tomaram conta das redes sociais.  O vídeo divergiu diferentes opiniões, e que fez com que a pastora Zélia pedisse desculpas pelo que fez.

Mesmo que de maneira injustificável, depois de sua grosseria e desrespeito com as demais entidades religiosas, a pastora pediu desculpa pelo  ato, e falou o seguinte argumento, “Peço desculpa pelo vídeo, mais e que eu sou seguidora da palavra. Em nenhum momento eu pensei em ofender o Brasil, mas você sabe como é a internet. Vocês sabem como é o povo”, disse a pastora em entrevista. E ainda falou que está arrependida pela divulgação do vídeo.

Procurando desfazer a atitude tomada, ela justificou, “Como eu tenho Deus no meu coração eu peço desculpas e peço que vocês parem. Porque sou seguidora da palavra e como seguidora da palavra eu tenho que honrar a palavra do meu Deus. E ele diz no livro que nós não devemos fazer para nós imagens de fundição e nem adorá-las”, relatou a pastora Zélia em referência à repercussão negativa do vídeo.

Apesar da indignação da população pelo desrespeito e a atitude indelicada da pastora, mas, não houve registro de boletins policiais. Mesmo sabendo-se e vale lembrar que humilhar publicamente ato ou objeto religioso, além de desrespeitos, é crime.
No Link abaixo, você acompanha o caso 

 Fonte: Luis Cardoso

Acompanhe-nos também, pelo WhatsApp e Facebook

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo