Mais um acidente envolvendo animais soltos na pista, deixa vitimas feridas em Bacabal

Trânsito
Os constantes acidentes envolvendo animais soltos nas pistas, tem deixado muitas vítimas, um perigo imprevisível que surge de dentro do mato, e toda atenção é pouca, e os prejuízos incalculáveis.
    Os constantes acidentes envolvendo animais soltos nas estradas, ruas e avenidas tem sido um foco que temos alertado com muita frequência, todos os tipos de animais que estão livremente e pastando nas praças continua sendo uma realidade no centro e bairros de Bacabal e muitas cidades no Maranhão, poderia dizer que em sua totalidade. Em sua maioria, são jumentos, que costumeiramente são vistos na BR-316, e nos perímetros urbano dos municípios.
   Lamentavelmente esta situação vergonhosa tem sido a causa de muitos acidentes, e ceifado muitas vidas, aumentando as estatísticas, mais um acidente quase torna-se em tragédia na noite desta quinta-feira (9), por volta das 22h40, quando um casal que trafegava de motocicleta pela rodovia acabou se ferindo ao colidir com um jumento que teve morte instantânea.
    Os envolvidos foram, José da Conceição Silva, de 38 anos de idade, o mesmo pilotava a motocicleta e sofreu uma pancada na cabeça, além de outros ferimentos, onde chegou a ficar desacordado no meio da pista. Luzimar de Sousa Vieira, de 46 anos, que estava na garupa, sofreu apenas escoriações leves.
    Ainda no local do acidente, os dois receberam os primeiros socorros das equipes médicas do Serviço de Atendimento Móvel de urgência (SAMU).

    Logo após alguns procedimentos, José da Conceição - morador do bairro Pedro Brito - foi encaminhando para o Hospital Regional Laura Vasconcelos, enquanto que Luzimar de Sousa - moradora do bairro Coelho Dias - foi atendida no Pronto Socorro Municipal.

No impacto, à frente da motocicleta ficou destruída mas, isto é bens materiais o mais importante é a vida.
Espera-se que providencias sejam tomadas com relação a esta situação vergonhosa, são vidas que estão em jogo, alertamos aos órgãos competentes, a procurarem solucionar este caso.



 Acompanhe-nos também, pelo WhatsApp e Facebook breve no Instagram e Twitter.  

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo