Um caminhoneiro foi morto em Nova Olinda na BR 316, e o criminoso suspeito um transexual, é preso pela polícia no Ceará

Polícia
O mundo e suas armadilhas, oferece perigos que muitas vezes estão disfarçados, com a criminalidade que está em alta, é preciso desconfiar da própria sombra, como isca, mulheres fazem pontos em postos, e até travestis, e transsexual, estão neste contexto.
      O caso de um assassinato, envolvendo um transexual, a um caminhoneiro foi assunto em diversos meios de comunicação, e diante desta situação, a transexual que é acusada do assassinato ao referido caminhoneiro, e que prestava serviços para a empresa Casa Bandeirantes foi presa no estado do Ceará. Francisco Antônio Ferreira (nome original), é acusado de outros latrocínios (roubo seguido de morte). 
Revendo o caso
No dia 01 de fevereiro deste ano, o corpo de um caminhoneiro foi encontrado as margens da BR-316 entre Santa Luzia do Paruá e Nova Olinda. REVEJA AQUI
Como o crime não é perfeito, o transexual foi flagrado pelas câmeras de segurança de uma loja em Santa Luzia do Paruá quando esperava o seu carro passar por processo de manutenção. Dias após o ocorrido, a polícia descobriu que um dos cartões subtraídos da vítima havia sido usado para realização de uma compra no estado do Pará. 

A Polícia Civil de Santa Luzia do Paruá sob comando do delegado Gabriel Tersi autorizou a divulgação e dissipação das imagens nas redes sociais com o intuito de recolher informações que pudessem chegar ao paradeiro da transexual. 

Conforme muitas informações, o caso foi desvendado, e a prisão ocorreu após mandado expedido pela justiça. A transexual foi presa no aeroporto de Juazeiro do Norte, no Ceará, momento em que pretendia fugir para São Paulo.

A acusação que originou a prisão foi originada da morte de outro caminhoneiro que também foi morto por asfixia mecânica, segundo o laudo pericial, no interior de seu caminhão, em um posto de combustível, no centro da cidade de Tailândia, no Pará.

Com tantas ligações sobre o acusado, a Polícia já descobriu que o acusado havia se tornado um criminoso frio, e que cometeu outros crimes no estado do Maranhão com as mesmas características, e requintes de crueldades, e sempre subtraindo os cartões de créditos das vítimas para efetuar saques em lojas e outros estabelecimentos comerciais.

Por Neto Weba
Nos acompanhe e fiquem informados.



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo