Pedrinhas: Detentos poderão ficar sem comida, e possibilita ferver o caldeirão até estourar

Segurança
Tanta propaganda para dar em nada, o governo anuncia mudanças, faz mídia de qualquer coisa que configure uma inauguração, e não resolve problemas que está ali na eminencia de causar danos irreversíveis.  

      Diante das tantas crises nas penitenciarias que movimentou o país, agora outra bomba está prestes a estourar, e acredite, o clima no Complexo Penitenciário de Pedrinhas vai esquentar nos próximos dias. e é eminentemente visível que o caldeirão poderá explodir a partir do momento em que os detentos amanhecerem sem café, ausência do lanche e, sobretudo, a falta de almoço e jantar. Ocorre que a empresa que fornece tudo isso não recebe faz vários meses do Estado.

A Masan – Serviços Especializados, empresa que fornece toda a alimentação para o Complexo de Pedrinhas, tem exatos seis meses que faz sua parte sem receber se quer um centavo do contrato assinado com a Secretaria de Administração Penitenciária.

Uma questão simples que trava na falta de compromisso, sendo que para cumprir o contrato publicado no Diário Oficial do Estado, a Sejap teria que honrar em partes, mas nunca com tamanho atraso.

Sem receber, não tem como fornecer, Por essa razão, a empresa estaria tendo dificuldades para comprar os gêneros alimentícios, além de ser ameaçada por fornecedores da suspensão da entrega dos produtos.

A gravidade pode estar mais perto do que imagina-se, Caso a comida seja interrompida, centenas de detentos ficarão com fome e aí será um Deus nos acuda, salva-se quem puder. Preso vai querer que o outro sirva de alimentação como em alguns casos registrados durante motins.

Fonte L. Cardoso
Nos acompanhe e fiquem informados.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo