Força política: Senadores Romário e Álvaro Dias se filiam ao Podemos, antigo PTN

Política
O partino Podemos, antigo PTN mostra que a credibilidade de seus líderes está criando cada vez mais força no cenário nacional, com os já conhecidos membros que tem uma forte liderança no Maranhão, o Deputado Aluísio Mendes, e a presidente estadual Maura Jorge, agora novas lideranças filiam-se ao partido.
      Mostrando que o partido só cresce no Brasil o Podemos antigo PTN buscou reforçar ainda mais suas lideranças e trouxeram para o partido os senadores Álvaro Dias e Romário que anunciaram nas redes sociais nesta quarta-feira (28) que deixarão seus partidos para se filiarem ao Podemos (Pode), a ser lançado oficialmente neste sábado em Brasília. Romário é hoje filiado ao PSB e, Alvaro Dias, ao Partido Verde.


O partido resolveu criar uma nova dinâmica, e dentro desta nova realidade transformar suas filosofias, em algo totalmente inovador e muito mais forte em prol de uma luta a favor de todos, não será somente uma mudança de de siglas, mas de avanço nas conquistas, como diz seu novo slogan, Apesar de autoproclamado como uma novidade no cenário político brasileiro, com o mote “Podemos mudar o Brasil”, o Pode é o Partido Trabalhista Nacional (PTN) em uma nova roupagem. Fundado em 1945 como uma dissidência do PTB, o PTN é uma das siglas mais antigas do país. Era a legenda de Jânio Quadros, eleito presidente da República em 1960.

      O partido buscava inovar e buscou nesta nova roupagem criar um novo nome que interagisse com as pessoas e que diga o que realmente objetivamos, (PODEMOS). O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorizou em maio a mudança de nome da sigla, que foi a primeira da base a deixar de apoiar o governo de Michel Temer (PMDB) diante de escândalos de corrupção, no mesmo mês.

Nesta nova e audaciosa filosofia, o partido procura aproximar-se mais de seu povo, de seus filiados e da luta social, por isto seus lideres no Maranhão como O deputado Aluísio Mendes e Maura Jorge, tem buscado reforços para a agremiação partidária, os novos filiados já vem com propósitos, “Queremos fazer a leitura correta do que está acontecendo no Brasil”, afirmou Álvaro Dias em vídeo publicado em seu perfil do Facebook. “A população quer mudança. Não admite mais esse balcão de negócios que instalou um governo corrupto no nosso país.”

Com determinação e otimismo, O senador afirmou ainda que “não se faz política sem partidos”, em resposta a um crescente movimento de eleitores em prol da não-política.

E uma nova cara e uma nova realidade, queremos fazer diferente, Romário diz ter decidido pela mudança de sigla por reconhecer no Podemos um jeito “mais conectado com a sociedade atual” de fazer política. “O Podemos não se intitula nem de esquerda nem de direita, é um partido que trabalha com causas, e é você, cidadão, que dirá o Brasil que devemos construir”, afirmou o senador e ex-jogador de futebol em postagem em seu Facebook.

Dentro deste novo contexto, e criando uma nova e esperançosa realidade no campo da mudança, Romário e Álvaro Dias farão parte da Executiva Nacional do partido. Carioca, Romário vai presidir o Podemos no Rio de Janeiro.

Acompanhe-nos e fiquem informados de tudo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo