Mães vão para a balada curtir, deixam filhos sozinhos, e são presas por abandonar as crianças

Conselho tutelar
Por Neto Weba
Na onda da curtição, mães acham que se divertir é melhor que cuidar dos filhos, e nesta empolgação, elas deixaram seus filhos sozinhas e caíram na balada, mas pagaram pela peraltice.
      Na onda do passinho a diversão falou mais alto, e em ritmo de curtição, duas mulheres foram presas após deixarem os filhos, de 10 e 12 anos, além de um bebê recém-nascido, sozinhos em casa para curtir festa em São Luís. 

A proeza das duas custou caro, e a Polícia Civil chegou até as suspeitas após denúncia de abandono de incapaz verificada pelo Conselho Tutelar. Elas foram presas nesta quarta-feira (26) no bairro Vila Janaína. As irmãs Alexandra Sanches Sousa e Michele Santos Sousa foram presas em flagrante porque, segundo a polícia, deixaram seus filhos sozinhos. Ao saberem que o Conselho Tutelar estava resgatando as crianças, as duas voltaram alcoolizadas para casa. 

Após serem detidas, algumas perguntas foram feitas, e as crianças disseram a polícia que já era curriqueiro, e sempre ficavam sozinhos e que uma delas pagava R$ 10 para que os dois mais velhos cuidassem do bebê de três meses. As duas mulheres foram presas pelo crime de abandono de incapaz e podem ficar presas por até três anos.Segundo o defensor do núcleo da criança e do adolescente, Davi Rafael, é caracterizado crime de abandono de incapaz quando o responsável pela criança a coloca em situação de risco deixando a criança sozinha sem um responsável.

Deixar crianças sozinhas desamparadas e em abandono, é crime e quem assim procede, pode perder a guarda do filho. em muitos casos, a criança pode até ir pra adoção. Além disso, se houver risco que cause lesão corporal ou a morte da criança por causa do abandono, a pena pode chegar a 12 anos de prisão. 

É um risco que pode causar diversos danos, desde traumas causados por medo e ainda segundo o defensor, o crime de abandono de incapaz não se restringe apenas aos pais da criança. “O abandono é para qualquer responsável que esteja ali na circunstancia para cuidar daquela criança” afirmou.O bebê de três meses está com uma tia. A criança de 10 anos está com o pai, que é separado da mãe. E a outra, de 12 anos, que era colocada pra cuidar do bebê, está com a mãe dela.

Acompanhe-nos e fiquem informados de tudo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo