Condenado no Maranhão, Macumbeiro que violou sexualmente cinco adolescentes e ainda pegava dinheiro

Assedio sexual
Por L. Cardoso 
      A esperteza em forma de conhecimentos da ciência oculta, fez de José Francisco Sampaio Pessoa, um grande espertalhão que usou de artifícios para seduzir algumas jovens, se passando por macumbeiro na cidade de Codó, José Francisco conseguiu enganar cinco adolescentes, com as quais teve relação sexual em nome da purificação do corpo e da alma, e além de abusar das jovens, ainda recebeu R$ 70 de cada uma. 

Mas por tal ato escabroso, ele foi condenado a pagar sete anos e nove meses de prisão em regime fechado e dois anos em regime aberto, na cidade de Codó-MA. 

Ele usava de suas habilidades canalhas, para chegar as suas vítimas, e através de outra adolescente, filha de uma senhora conhecida por Auricélia, o falso macumbeiro se aproximou de outra meninas. Ele recebia todas as informações, inclusive as mais íntimas da adolescente amiga. De posse das informações, Sampaio, como é mais conhecido, começava sua sessão de aventureiro, e impressionava as meninas com tanta informação contida.
E foi assim que levou para casa a primeira com a promessa de que iria afastar todos os males e perseguições, fazendo com que ela ficasse nua. Em seguida, dizia que ela preciso fazer uma purificação do corpo e alma. Então, faz sexo com a adolescente. E mais: recebeu R$ 70,00 agindo na prática como estelionatário. E assim se comportou com todas as outras.
Mas por fim a casa caiu, e as mães de duas garotas, souberam do golpe do falso “macumbeiro” revelado pelas próprias filhas, e levaram o caso para a polícia. Preso, Sampaio espalhou que a cidade de Codó sofrerá abalos, muitos irão chorar, e que as adolescentes e familiares acertarão as contas com a entidade dele, mas na verdade ele prestará contas com a polícia.
Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo