Barbárie: Com mais de 40 facadas, homem mata ex-companheira e é preso em São Luís

Polícia
Um crime com características de psicopatia e requinte de muita crueldade, marca a violência entre casais e ex-companheiros, onde as estatísticas dos feminicídios só tem aumentado, no estado, os atos covardes de assassinatos as pessoas que não pretendem mais seguir com um relacionamento.
      SÃO LUÍS – Os casos de violências domesticas estão subindo assustadoramente, muitos tem sido os registros de ex-maridos que estão assassinando suas ex-esposas, tudo com fortes requintes de crueldades, só por não aceitarem o fim de uma desgastada relação.

Atendendo a um registro de denuncia de homicídio, a Polícia Civil do Maranhão, por meio do Departamento de Feminicídios do Estado, prendeu nesta segunda-feira (20), João Batista dos Santos (39), acusado de cometer um crime de feminicídio contra a sua ex-companheira, a técnica de enfermagem Domingas Ladyelle Maciel, na última quinta-feira (16), no bairro Bom Jesus, em São Luís.

O caso de crueldade se deu entre ex-casal, e a prisão foi feita após a polícia receber denúncias anônimas informando a localização de João Batista no bairro Vila Nova República, zona rural de São Luís. Segundo as investigações, o homem deferiu cerca de 49 facadas contra a vítima no interior da casa onde a mesma residia. Após o crime, João Batista se evadiu do local.

Já na sede da Superintendência de Homicídios e de Proteção à Pessoa (SHPP), o acusado confessou o crime, alegando que a vítima mantinha outro relacionamento afetivo, mesmo estando os dois separados, o monstro se achou no direito de ter a ex-esposa como propriedade. João Batista será autuado pelo crime de Feminicídio e posteriormente recambiado ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde será recebido por outros presos, e cumprirá sua sentença.

Do Imirante.

Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo