Nada começou de agora: Dilma era presidente quando a PF iniciou investigação contra o governo Flávio Dino

Justiça
Por Luís Pablo 
As acusações de aliados do governo comunista, tem tentado fazer as pessoas crerem que as investigações na saúde no mandato de Flávio Dino, tenha sido desencadeada agora, mas, vale lembrar que desde o governo de Dilma que as investigações começaram.
PF na Secretaria de Saúde do Governo do Maranhão

Dilma e Flávio Dino
Dilma e Flávio Dino
     As acusações vindas por aliados da base governista do governo do Maranhão,  tem sido de tentar confundir as pessoas, mas o que acontece, é que: diante desta situação, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), e seus aliados têm atacado nas redes sociais à Polícia Federal por conta da Operação Pegadores, que apontou um rombo milionário na Secretaria de Saúde, entre 2015 e 2017 na gestão do comunista.
Flávio e seu segundo homem no governo, secretário Márcio Jerry (Articulação Política e de Comunicação), têm dito que a operação federal tem digitais do ex-presidente José Sarney por causa da suposta ligação com o atual diretor-geral da Polícia Federal, delegado Fernando Segóvia.

Dilma é aliada de Flávio Dino e mesmo assim seu governo vinha sendo investigado no Maranhão. A deflagração da Operação Pegadores foi na gestão da atual superintendente da PF no Estado, delegada Cassandra Ferreira Alves Parazi, mas tudo foi feito ainda sob a gestão passada do então superintendente Alexandre Saraiva.Ocorre, que quando o governo comunista estava sendo investigado o diretor-geral da PF era o delegado Leandro Daiello, que ocupou o cargo desde o início do primeiro mandato de Dilma Rousseff. Somente em Agosto de 2016, que Michei Temer veio assumir definitivamente à Presidência da República.
O discurso que Dino e seus aliados usam para tentar desqualificar a Polícia Federal é vazio e sem argumento plausível. Isso é fato.
Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo