Exclusivo: Registrado Segunda morte de candidatos do TAF da PMMA

Polícia
Por Gilberto Lêda
A segunda vítima dos exercícios de aptidões do TAF veio a óbito na madrugada deste Sábado (02) e fica a pergunta, será que as avaliações médicas não estão sendo eficientes para detectar problemas de saúde destes candidatos?.
      Mais uma vítima dos exercícios nas provas de aptidão física ocorreu nesta madrugada de sábado, Morreu o cirurgião dentista Marcone Cordeiro.

Segundo informações oriundas da família, ele passou mal durante uma prova do Teste de Aptidão Física (TAF) do concurso da Polícia Militar do Maranhão (PMMA).

O caso se deu durante o teste, e quando se sentiu mal, o jovem ainda foi levado à UPA do Itaqui-Bacanga, ele acabou morrendo na unidade.

Informações passadas através do Blog do Gilberto Léda, que é a esposa dele, e conhecida por Jeciane Ataíde, relatou que ele passou muito mal logo após completar o teste.

Marcone, ainda foi Socorrido por uma ambulância de prontidão no evento, ele foi evado à UPA. “Mas as condições precárias da ambulância contribuiu com a fatalidade, pois não tinha nem oxigénio”, reclamou a esposa.

Ainda segundo ela, Marcone chegou à unidade gritando muito, mas ainda com vida. E morreu depois de internado.
Informações dão conta que o velório ocorrerá na casa da avó da vítima, na Vila Esperança
Caso que se repete, já é o Segundo caso
Este é o segundo caso de morte no mesmo teste. No início da semana, morreu Daniele Nunes Silva é socorrida por uma equipe do Samu, depois de passar mal durante a corrida.
A jovem também ainda foi levada ainda com vida para a UPA do Itaqui-Bacanga, onde acabou morrendo e neste meio tempo, nenhuma atitude foi tomada para evitar novos casos. 
Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo