A coragem e o desabafo de uma professora que denuncia a truculência e atos anti-democráticos da gestão municipal de Zé Doca

Opressão/ditadura
Enquanto o povo calar a voz e não lutarem pelos seus direitos, seremos uma nação fadada ao fracasso, e sujeitos aos desmandes dos mandatários, os nossos direitos são garantidos constitucionalmente, e por mais que infrinjam as leis, mas, todo o poder emana do povo.
Com uma visão de que os direitos tem que ser respeitados e com a consciência de que todo poder emana do povo, uma professora conhecedora de seus direitos e deveres faz a seguinte denuncia:

Os professores precisam ser respeitados, pois só assim veremos a consolidação da combalida democracia no Brasil. Essa atitude antidemocrática, anti-ética, truculenta e terrorista que vem sendo praticada em Zé Doca não condiz com os princípios que se espera daqueles que gerem a coisa pública, principalmente na área educacional. 

Com certeza não sabem lidar com a educação… Olhe aqui o que pensa uma professora que passa por tratamento de retaliação por parte do dos atuais  gestores que se dizem comandar a prefeitura de Zé Doca. Retratos de uma cidade desgovernada e oprimida por ter perdido o bem mais precioso, a LIBERDADE. 

Sou professora por formação, escolhi ser professora. Quando prestei o concurso da Prefeitura Municipal de Zé Doca escolhi o cargo de professora de Educação Infantil por me identificar com esse mundo das crianças.

Cumpro com as minhas obrigações enquanto profissional, quase sempre chego adiantada na escola, meu planejamento e meu diário sempre em dias, passo horas preparando aula, baixando filmes, vídeos e músicas para trabalhar com as crianças, me preocupo com o bem estar delas. 

Há um ano sou alvo de transferências sem justificativas, apenas para fazer gosto ou alimentar o ego de alguém, três transferências e três escolas diferentes, e sabe porquê?

Porque exerci um direito adquirido e garantindo na constituição brasileira que é o de escolher meus representantes (votar em quem eu quiser).

Porque eu sei meus deveres e direitos e não os coloco nas mãos de nenhum senhor. Porque eu tenho a liberdade de expressão que me permite criticar o que não está certo…Eu sou mãe e quero poder olhar para minha filha e ensinar que dignidade não se compra pois além de falar quero mostrar, que dinheiro e poder não são mais importantes que caráter e respeito.

Que ela veja esse exemplo em casa. Não posso falar do corrupto se eu aceito conchavos para me beneficiar do que não é meu por direito. Não sou escrava de ninguém, sou cidadã e não me vendo e nem faço acordos sujos. Sou professora, estudei e me preparei para isso, amo o que faço não importa em qual escola eu esteja.

TARCIANA JANSEN TEIXEIRA

#VIVAALIBERDADE#

Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo