Máfia do contrabando: Mais um coronel foi preso por suposto envolvimento no esquema no Maranhão

polícia
      O caso do contrabando, tem desencadeado diversas autoridades militares, que estão supostamente envolvidos com a máfia, seguido as investigações, foi preso na tarde desta terça-feira (06), em uma cidade do Pará o tenente coronel Erivelton, ele está sendo deslocado para São Luís pelo helicóptero do CTA , e está sendo indiciado por suposta participação na máfia que contrabandeava mercadorias do exterior para o Maranhão. Erivelton já foi comandante do 21º BPM.
Parece infinita a lista de envolvidos, e com a prisão de Erivelton, sobe para nove o número de militares presos envolvidos na organização criminosa, que foi desbaratada dia 22 de fevereiro passado e que resultou na prisão de 19 pessoas, entre civis e militares, além de fartas mercadorias como uísques, cigarros, armas e outras drogas.
Os policiais, incluindo o delegado Thiago Bardal, ex-superintendente da Seic, davam cobertura na proteção da circulação das mercadorias, que eram atracadas em um porto clandestino no bairro Arraial, no Quebra Pote, Zona Rural de São Luís.
Na medida em que foram presos mais civis e militares, novas mercadorias e depósitos eram estourados pela polícia. Estima-se que o contrabando era avaliado em R$ 100 milhões.
Confira abaixo a relação dos militares presos:
Luciano Fábio Farias Rangel (Major)
Fernando Paiva Moraes Júnior (Soldado)
Joaquim Pereira de Carvalho Filho (Sargento)
Patrick Sérgio Moraes Martins (Soldado)
Paulo Ricardo Carneiro Nascimento (Soldado)
Gleydson da Silva Alves (Soldado)
Reinaldo Elias Francalanci (Coronel)
Aroud João Padilha Martins (Tenente)
Antonio Erivelton (tentente coronel)
O sargento Jonilson Amorim encontra-se foragido e estão presos ainda o delegado Thiago Bardal (ex-superintendente da Seic) e o advogado Ricardo Jefferson Muniz Belo.
Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo