A lógica: Se tem alguém responsável pela morte do médico Mariano, sem dúvida, poderá ser o governo

Polícia 
Por L. Cardoso
      A Polícia Federal, na operação “Pegadores”, desvendou o desvio de R$ 18 milhões do dinheiro público na Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão. A roubalheira, que três anos depois resultou na prisão do médico Mariano de Castro (foto abaixo), e de vários outros membros auxiliares da sua equipe, mostrou que desde 2015 o esquema teve início.
Na carta feita pelo próprio punho do médico operador do esquema e vazada pelo jornalista e blogueiro Neto Ferreira, é detalhado como tudo funcionou. Ali estão nomes de quem se beneficiou do dinheiro desviado, de quem realmente prestou serviços e até de políticos (deputados e prefeitos governistas) que indicaram seus protegidos fantasmas para a “folha santa” da SES.
Então, desde 2015 que o governo sabia de tudo. O secretário de Saúde de Flávio Dino, o advogado Carlos Lula, também sabia de tudo, como concluiu a Polícia Federal durante a operação. E a Secretaria de Estado do Controle e Transparência nada sabia ou se fez de cega, surda e muda?
A carta feita por Mariano de Castro tem alguns detalhes que chamam a atenção: ao pedir perdão para a mãe e amigos e reconhecer que foi levado ao erro por amizades péssimas e que tem que pagar pelo o que fez de errado, seria uma sinalização de que iria tirar a própria vida? Estaria, então, o médico com medo de ser assassinado, visto que era um arquivo vivo capaz de derrubar a república dos comunistas no Maranhão?
O governo que criou o Mariano de Castro para comandar a roubalheira e atender seus interesses escusos e políticos, é o mesmo que o abandonou numa cela em Pedrinhas. Tanto que na mesma missiva, o médico disse que não pode pagar sozinho a culpa.
Agora, para tirar o foco da sua responsabilidade, o governo se escuda em alguns jornalistas e blogueiros, sabendo exatamente o jogo sujo que fazem, pensam manipular a população e pautar a polícia na investigação. Vejam que pedem até aos policiais que obriguem o jornalista a entregar sua fonte, que é preservada pela Constituição Federal.
O governo usa como quer a imprensa que devora milhões dos cofres da Secom, até mesmo para encontrar saídas e buscar uma luz no final do túnel do seu desespero. Porém, a verdade sempre aparece.
Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo