CARUTAPERA: Caos na Educação, e Professores Decretam Estado de Greve!

Educação
     
      Esta segunda-feira, (16/04), foi marcada por mais uma decisão que promete tomar conta das discussões nos próximos dias em Carutapera.

O caos no sistema educacional do município e o desrespeito por parte do Prefeito Municipal, André Dourado/PR, levaram os professores da Rede Municipal de Ensino a decretar "Estado de Greve", em decorrência da falta de diálogo da gestão municipal com o Sindicato que representa a categoria SINTEP/CARU.

Entre as várias reivindicações, os professores exigem que a Prefeitura cumpra o que foi acordado no Tribunal de Justiça do Maranhão em Outubro de 2017, quando o município se comprometeu a reunir com a Diretoria do Sindicato para discutir o reajuste salarial da categoria para o ano de 2018, que apesar das várias tentativas feitas pelo Sindicato, o Prefeito através dos seus auxiliares, se recusou a receber os ofícios que solicitavam reunião para discutir o tema. 

E para demonstrar a sua prepotência e a arrogância, o Prefeito André Dourado, enviou o Projeto de Lei à Câmara, concedendo um reajuste de apenas 4% para a categoria, sendo aprovado pela maioria dos vereadores. Essa medida causou enorme descontentamento aos professores que prometeram se manifestar e pedir que o reajuste tenha um percentual maior.

O Sindicato diz que, de acordo com os dados do FUNDEB, Carutapera teve um reajuste de 22,03% em sua previsão anual, se comparada ao ano de 2017, onde a previsão ajustada passou de R$ 17.401.000,00 em 2017, para R$ 21.235,00, ou seja, o FUNDEB terá um aumento de mais de R$ 3.800.000,00. E portanto, é inaceitável que o Prefeito conceda apenas 4% de reajuste aos professores. 

Durante a Assembleia, na tarde desta segunda-feira, (16), foram feitas duras críticas a gestão do Prefeito André Dourado/PR, que segundo membros da Diretoria, tem uma administração mergulhada num lamaçal de fortes indícios de fraudes, super-faturamentos, contratos e licitações em quase todos os setores da Prefeitura de Carutapera, mas, principalmente na área da educação. Fatos, que podem ser comprovados de forma clara, segundo disse membros da Diretoria do Sindicato.

Outras reivindicações também fazem parte da pauta dos professores, que vão desde o cumprimento do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração dos Professores, passa do pela Reforma das escolas, até o cumprimento dos 200 dias letivos para os alunos.

O Sindicato deve agora tentar novamente dialogar com a Prefeitura para que se chegue a um entendimento e evite uma greve dos professores que parece ser iminente, se nenhuma solução for encontrada para o impasse.

Fonte: SINTEP/CARU.

Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo