Mistérios: Carta atribuída a Mariano de Castro, mostra riquezas de detalhes da corrupção da SES

Polícia
Por Gilberto Lêda
A carta cuja autoria é atribuída ao médico Mariano de Castro – operador do esquema que desviou R$ 18 milhões da Saúde do Maranhão, encontrado morto em seu apartamento na quinta-feira contém revelações sobre as entranhas da corrupção na Secretaria de Estado da Saúde.

No texto, há revelações, por exemplo, sobre pagamentos de particulares para custear contas públicas:
Denúncias de desvios para Rosângela Curado:
Texto aponta, ainda, que institutos são acionados pela SES para pagar por despesas que não estão incluídas no plano de trabalho.
Até reformas são colocadas nas contas das terceirizadas.
A saída do IDAC, após a Operação Rêmora:
O manuscrito atribuído ao homem apontado como cérebro do esquema já está de posse da Polícia Federal e deve passar por perícia.
 Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo