Política: Sarney lamenta eventual prisão do ex-presidente Lula, e diz que eleição sem a presença dele será uma grande frustração

Política/justiça
      O maior estadista da história política no Brasil, tem uma forma coerente e sabia de pensar sobre o eventual prisão de Lula. Usando da diplomacia que lhes é peculiar, e com conhecimento, ele expressa sua opinião, sem precisar atacar o Supremo Tribunal Federal e muito menos o juiz Sérgio Moro, o ex-presidente da República, José Sarney, lamentou a eventual prisão do amigo e também ex-presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva (PT).

O Brasil está em choque, com a decisão relâmpago de Sérgio Moro, e para Sarney, deveria ter prevalecido a Constituição Federal e se aguardar o trânsito em julgado. O maranhense também afirmou que a eleição deste ano, sem a presença de Lula, será uma grande frustração para boa parte da população brasileira.

No seu parecer como uma autoridade de um ex-presidente, ele relata “É profundamente lamentável essa a decisão. Penso que a eleição deste ano sem a presença de Lula será uma grande frustração a uma parcela expressiva da população brasileira. Com todo respeito que tenho às decisões do Supremo Tribunal Federal, penso que deveria ter prevalecido o texto da Constituição que prevê que ninguém deve ser considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória “, afirmou.

Sarney fez questão de destacar o bom relacionamento e a amizade entre ele e Lula.
Na opinião de quem já governou este país cheio de adversidades, o ex-presidente Sarney comenta, “Lula fez um excelente governo. Tenho por ele particular admiração e sempre recebi dele tratamento correto e cordial. Minha manifestação de apoio tem ainda a carga de ser considerá-lo um amigo”, finalizou Sarney.
Segundo decisão de Moro, Lula tem até as 17h desta sexta-feira (06), para se apresentar a sede da Polícia Federal em Curitiba.
Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo