Movida pela fé: Jovem que foi baleada em atentado a um restaurante, morre cantando hinos louvando a Deus

Trâgedia 
Como diz o provérbio, a fé move montanhas, e o amor a Deus tira o medo da morte. Uma jovem assassinada durante um ataque a tiros a um restaurante fast-food usou seus últimos momentos de vida para louvar a Deus e cantando que “Jesus me ama”. O caso foi registrado no dia 22 de Abril, mas os detalhes só vieram a público recentemente.

DeEbony Groves, 21 anos, morreu no ataque ao restaurante Waffle House, no Tennessee (EUA). Um sobrevivente do tiroteio estava próximo a ela quando foi baleada e revelou que ela havia dedicado seus últimos instantes de vida a cantar canções cristãs.

O CEO da cadeia de restaurantes, Walt Ehmer, participou do funeral da jovem no último sábado, 28 de abril, e contou o que a sobrevivente relatou a ele. “Nós fomos e visitamos os sobreviventes, e eles conversaram sobre as pessoas que estavam naquele restaurante antes do que aconteceu, e especificamente se lembraram da sua filha”, disse Ehmer aos pais enlutados.

“E (eles) falaram de sua filha e sua amiga, e disseram que estavam cantando músicas gospel. E todo mundo estava cantando e curtindo um ao outro e ela disse: ‘A última coisa que eu lembro dela foi de cantar Jesus Me Ama‘”, acrescentou o executivo, que não detalhou se a referida canção é a mesma que se tornou famosa na voz de Whitney Houston.

De acordo com informações da CNN, o relato de Ehmer foi recebido com aplausos e aleluias. O executivo também ofereceu palavras de apoio e conforto para amigos e familiares no funeral. “Vocês vão superar isso porque sei que é uma comunidade muito forte e cheia de fé”, disse ele.

Groves, uma universitária veterana, estava na cidade com suas colegas de república antes de ir para a Waffle House, segundo informações da emissora WKRN-TV. Ela e Akilah DaSilva, de 23 anos, foram mortas dentro do restaurante depois que o atirador sacou um rifle e efetuou os disparos.

“Tudo o que posso dizer é que nossa família da Waffle House está sofrendo por você e por você”, reiterou o executivo da empresa, que perdeu também um funcionário, chamado Taurean C. Sanderlin. Além dele e das estudantes, o cliente Joe R. Perez foi baleados e morto do lado de fora do restaurante.

O suspeito de ter efetuado os disparos, Travis Reinking foi acusado de quatro homicídios, além de quatro acusações de tentativa de homicídio e uma acusação de porte ilegal de armas na execução de um crime violento.

Fonte: Gospel Mais

Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo