Acerto de Contas: Assassinato em Godofredo Viana deixa características de execução

Assassinato
      Mais um assassinato com características de execução aconteceu na manhã deste sábado (23), onde uma vítima conhecida por Jamilson Gomes Costa, (Vulgo Rony) foi executada com vários disparos de arma de fogo, e sinais de espancamento e fortes agressividades, haja vista que a vítima demonstra está com partes do corpo quebrada e o rosto totalmente deformado como quem sofreu tortura e crueldade até a morte.

Segundo informações de populares que residem vizinho ao local do acontecido, o fato se deu por volta das 03:23hs da madrugada de hoje, quando no silêncio ouviram gritos como se fosse de pedido de socorro, em seguida puderam ouvir três disparos no local do crime que fica localizado no bairro aviação no município de Godofredo Viana.

Diante do fato de uma possível execução, populares acionaram a polícia que se dirigiu ao local do assassinato, já por volta das 06:00hs, chegando ao local, a polícia começou um trabalho de diligência por toda a cidade em busca de capturar os suspeitos de terem cometido o crime, mas até o momento não foi obtido êxito. 

Informações prestada pelo serviço de inteligência da polícia, Jamilson já era um velho conhecido da cidade por cometer pequenos delitos, e praticar vários furtos naquela comunidade, e conta mais ainda nas informações, que o mesmo era usuário de drogas, o que o fazia um elemento visado pelas suas ações de desvio de condutas.

No local do crime a polícia encontrou os documentos da vítima, uma rede totalmente rasgada onde aponta que tenha sido o local da execução, um facão e pedaços de madeira, supondo que tenham sido usados para torturar e executar a vítima, fotos mostram como a vítima ficou bastante machucada, uma cena bastante forte e deprimente. Uma prova triste mais muito real, de que o crime não compensa.























Fonte: Serviço de inteligência da polícia
    
Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo