Ministro do Trabalho é afastado pelo STF em nova fase de investigação sobre fraudes em registros sindicais

Justiça:
Ministro do Trabalho é afastado em investigação contra emissão de registros sindicais | Foto: Reprodução/TV Globo      Seguindo as investigações em torno da corrupção que é uma ferrugem que corrói o nosso país, o Ministro do Trabalho, Helton Yomura, foi suspenso do cargo em uma nova fase da Operação Registro Espúrio, deflagrada pela Polícia Federal nesta quinta-feira (5). 

A suspensão, pedida pela PF, foi autorizada pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). Na decisão, Yomura foi impedido de frequentar o Ministério do Trabalho e de manter contato com demais investigados ou servidores da pasta. 

Ele vai prestar um depoimento à polícia na manhã desta quinta. Na nova fase da operação, a PF também cumpriu mandados de busca e apreensão no gabinete do deputado federal Nelson Marquezelli (PTB-SP). 

Assim como Yomura, ele foi proibido de frequentar o ministério e de manter contato com outros investigados e servidores da pasta, exceto quando for imprescindível ao exercício do mandato de deputado. 

A Operação Registro Espúrio investiga uma suposta organização criminosa integrada por políticos e servidores que teria cometido fraudes na concessão de registros de sindicatos pelo Ministério do Trabalho.

O maior problema na corrupção, é que não existe punições severas para quem as praticam, de forma que mesmo diante das investigações, quadrilhas organizadas dentro dos poderes, sentem-se a vontade para continuarem deitando e rolando com o dinheiro público, e as punições no mínimo é não ser punido.

Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo