Briga entre casal: Um guarda de Segurança da festa é morto ao tentar separar briga entre os dois em Zé Doca

Polícia
      Historicamente, tem um ditado que diz, em briga de marido e mulher, não se mete a colher, o fato narrado tem mais ou menos uma ligação com este antigo ditado. Um casal estava em uma festa de vaquejada e começaram uma briga entre eles, um guarda de segurança que estava prestando serviço no local, tentou apazigua-los e acalmar os animos entre os dois, e acabou sobrando para ele, a fúria do marido valente que acabou assassinando o guarda. 

A ocorrência foi registrada por volta das 07h20 deste domingo (19), no Park de Vaquejada Maysa, em Zé Doca. 

O Guarda que fazia a segurança do ambiente, ao perceber a discussão mais acalorada entre o casal, tentou de maneira infeliz acalma-los. Rafael da Silva de 56 anos estava trabalhando como segurança no local, e com boas intenções, resolveu intervir na briga para pacificar, e acabou sendo esfaqueado pelo homem que anteriormente tentava agredir a mulher. 

Ferido gravemente, a vítima ainda foi socorrida mas não resistiu e veio a óbito antes mesmo de chegar ao hospital de Zé Doca. O acusado identificado como "Doutor" se evadiu pelo matagal na tentativa de escapar da polícia.

Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo 

Um comentário

  1. Meu pai não meteu a mão em briga de marido e mulber, ele excercel a função dele. Imagina se esse indivíduo fizesse algo com essa mulher na frente dos seguranças e eles não se fizesse nada. Com certeza toda população iria condenar os seguranças por não excecer sua função . então eu digo meu pai fez o trabalho e obrigação dele.agora por um motivo covarde esse indivíduo tirou a vida dele.

    ResponderExcluir

Topo