Veja: Acordo assinado por Sarney garantiu decisão da ONU em favor de Lula

Política
Por Marco Aurélio D'Eça
      Uma mostra de conhecimento faz o Ex-presidente da República José Sarney assinar o Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos, que serviu de base para a Liminar em favor do petista, que, segundo representante das Nações Unidas, tem validade e é obrigatória.

O ex-presidente José Sarney teve papel fundamental na Liminar da Organização das Nações Unidas (ONU) em favor do ex-presidente Lula.
É de Sarney a assinatura no Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos, que serviu de base para o documento da ONU.
A liminar das Nações Unidas, emitida nesta sexta-feira, 17, gerou forte repercussão no Brasil, diante da dúvida das autoridades sobre sua validade plena.
Para o dirigente da ONU Paulo Sérgio Pinheiro o documento tem validade e é obrigatório.
O Pacto dos Direitos Civis e Políticos foi submetido ao Congresso Nacional pelo então presidente da República, José Sarney, em 1985. A carta de adesão entrou em validade cinco anos depois.
O documento da ONU encaminhado ao governo brasileiro nesta sexta exige todas as providências do Estado para garantir que Lula exerça seus plenos direitos políticos enquanto na prisão.
– Incluindo acesso apropriado à mídia e a integrantes de seu partido político, até que todos os recursos para rever sua condenação sejam apreciados. Trata-se, portanto, de “decisão obrigatória e de efeito imediato” – afirmou Pinheiro.
O assunto ganhou as paginas de todos os jornais do Brasil nesta sexta-feira
Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo