Mais uma pesquisa Tabajara de Flávio Dino, e agora "assinada por um técnico já falecido"

Eleições 2018/Pesquisas
Por Gilberto Lêda
      A que ponto chega os escândalos dos desesperados políticos, tentam de todas as formas ludibriarem a cabeça do eleitorado com mentiras e esquemas fraudulentos. Essa nem mesmo os aliados comunistas conseguirão explicar. A última pesquisa sobre intenção de voto do Governo do Estado, feita pela Econométrica e publicada no último sábado, dando obviamente larga margem de votos para o atual governador e candidato à reeleição, Flávio Dino, foi assinada por uma profissional de estatística que já faleceu. Fontes ouvidas com exclusividade pelo Blog do Gilberto Léda apontam que a professora Celene Raposo de Aquino, que aparece no site do TSE como responsável técnica pelo levantamento, estava morta 19 dias antes do registro da pesquisa, que foi feito no Tribunal em 26 de agosto deste ano.

De acordo com as mesmas fontes, Celene Raposo faria 81 anos de idade no próximo dia 14 de novembro, no entanto, os últimos cinco meses de vida da então professora foram em um leito de UTI de um hospital particular da capital maranhense. Ela foi diretora do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado, além de professora universitária e, durante algum tempo, chancelou pesquisas da Econométrica. O Sindicato ao qual ela esteve filiada chegou a emitir um manifesto de pesar pelo seu falecimento.

No tal levantamento divulgado com pompa pelos aliados dinistas, mesmo depois de morta, a profissional teve seu nome usado para “esquentar” números, que foram efusivamente festejados em todas as redes sociais pelos aliados do candidato à reeleição, Flávio Dino.
Pelo que ainda apurou o blog, mesmo depois de já falecida, nem mesmo a direção da Econométrica sabia do fato.
Com a palavra, os aliados de Dino.
Acompanhe nossa página e fiquem informados de tudo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo